Cultura de Inovação

Cultura de Inovação

CULTURA DE INOVAÇÃO

A Cultura de Inovação se faz cada vez mais presente dentro das empresas e negócios tradicionais, de diversos setores, ela envolve mudanças na forma de pensar os negócios e se baseia no sentimento de “querer ser diferente” e trazer inovações para o mercado.

No entanto, quando falamos de mudanças, é preciso ter a percepção de que elas são contínuas e que os negócios que não souberem se adaptar a essa frequência de transições, acabarão se perdendo no mercado e sendo deixados para trás.

 

CULTURA DE INOVAÇÃO E AS METODOLOGIAS ÁGEIS

 

Metodologias Ágeis

Nesse contexto, as chamadas Metodologias Ágeis são introduzidas. Criadas inicialmente para o desenvolvimento de softwares, elas foram incorporadas ao mundo corporativo, pós 4ª Revolução Industrial e transformações digitais, como uma alternativa a gestão tradicional de projetos, composta por hierarquias e inflexibilidades no dia a dia do trabalho. As novas metodologias consistem no modelo mental ágil e em uma nova forma de pensar e realizar os negócios.

Os benefícios de trabalhar a partir desses métodos são muitos, porém as companhias encontram alguns desafios para realizar essa mudança dentro de seus times, principalmente envolvendo suas lideranças, os quais abordaremos a seguir.

 

COMO TRAZER MUDANÇAS PARA O DIA A DIA SE MEUS LÍDERES SÃO DE CARREIRAS ENORMES, DE EMPRESAS E CULTURAS MAIS CLÁSSICAS?

 

Desenvolvimento de Lideranças

Inovar implica em criar um ambiente de maior fluidez dentro das equipes e deixar para trás o processo “top-down” de decisões. Diferente das relações antigas de trabalho, em que o líder tomava decisões e os colaboradores as seguiam, os novos modelos exigem a participação dos colaboradores na tomada de decisões, para que diferentes pontos de vista sejam percebidos e colocados na mesa.

No entanto, quando falamos de líderes de carreiras tradicionais, acostumados em deter todo o controle, há uma certa dificuldade  para que se na hora de delegar tarefas e inverter o processo antigo.

Sendo assim, o primeiro passo para trazer esse modelo de inovação para dentro das empresas é preparar as lideranças. Mas como fazer isso?

 

MENOS CONTROLE NÃO É SINÔNIMO DE MENOS LIDERANÇA

 

Menos controle não significa menos liderança

É preciso ajudar os líderes a entenderem que menos controle não significa menos liderança, mas o contrário. O papel do líder passa a ser o de alavancar oportunidades, empoderar, capacitar, motivar e estimular as tomadas de decisões em grupo, para que seus colaboradores atinjam seu melhor e consigam enxergar novos cenários com um pensamento crítico para a construção de novas soluções. Através desses estímulos, é possível obter mais agilidade nos processos.

A palavra Liderança passa a ter um significado muito forte para que haja orientação para as pessoas e essas metodologias sejam colocadas em prática. Começa a ficar claro então, que de nada adianta ter ferramentas se não houver pessoas que saibam usá-las e tirar o melhor proveito delas.

Por isso é preciso iniciar por um trabalho em que os colaboradores saibam liderar a si, lidar com suas emoções, ansiedades e momentos difíceis do negócio. Esta é a base para que eles comecem a desenvolver ações que vão gerar maior velocidade nos negócios.

 

MAS POR QUE A 4ª REVOLUÇÃO INDUSTRIAL TROUXE A NECESSIDADE DE UM MODELO ÁGIL?

 

4ª Revolução Industrial

A resposta está na forma como olhamos os negócios. Antes, eles existiam para gerar resultados e atender necessidades, coisas pontuais. Hoje passam a ter uma amplitude muito maior, buscando atender também a causas e propósitos.

Podemos usar como exemplo uma empresa de transportes, criada para atender a necessidades de transportes, o que é diferente de uma empresa de serviços que transporta pessoas, ou uma empresa que amplia seu horizonte de atendimento. Será que você conhece ou utiliza alguma empresa semelhante a esse segundo exemplo?

Analisando esse cenário, precisamos ter clareza de que a mudança de modelo mental acontece a partir do momento que conseguimos entender que o mundo está exigindo modelos diferentes.

 

ZAPPOS – UMA EMPRESA DE SERVIÇOS QUE “POR ACASO” VENDE SAPATOS

 Zappos

Outro exemplo claro e que explica muito bem essa nova visão dos negócios é a Zappos, uma empresa que vende sapatos e tem o call center mais amado do mundo. Isto, porque seus funcionários entenderam que são prestadores de serviços e não vendedores de sapatos. A empresa direcionou seu foco para a criação de fãs e não para a venda dos produtos em si, a qual acaba sendo uma “consequência” da sensibilidade da equipe de atendimento com seus clientes. É o mesmo caso e percepção de propósito que a Apple vem tendo há anos.

E é aqui que podemos ver o papel exercido pelo líder.


RESULTADO DO DESENVOLVIMENTO DE LIDERANÇAS

 

Resultados

No exemplo da Zappos podemos ver claramente o resultado de uma liderança desenvolvida e bem preparada, à medida que é ela quem dá a liberdade e autonomia para os atendentes exercerem uma forma de trabalho e tomarem decisões em relação ao que fazer e como fazer.

É importante que o líder observe e entenda qual é o limite possível do trabalho e saiba se sua equipe está preparada para isso.

 

O COMEÇO DA MUDANÇA

 

Mudanças

Pensando em inovação, modelos ágeis e transformação digital, é preciso começar com a mudança de cultura, de modelo mental e pensamento. E tudo isso é possível apenas se seus colaboradores e, principalmente, sua liderança estiverem preparados.

Questionamentos não feitos na hora certa fazem com que o “timing” seja perdido e o mercado nos deixe para trás. Portanto, é muito importante estar atento para as mudanças e pensar nelas não apenas em grande escala, mas no que pode ser feito diferente, de forma mais efetiva e que traga menos custos para a empresa. Nem sempre investir é a única resposta se começarmos a repensar a forma como realizamos alguns processos.

Quem precisa fomentar toda essa mudança é a liderança, mas para isso é preciso que o líder entenda que as respostas não dependem apenas dele, mas de sua equipe, na qual ele precisará estimular esse tipo de discussão e buscar ajuda para que possam trazer as soluções.

A partir dessa mudança no pensamento e comportamento do líder e dos colaboradores, é possível começar a falar de metodologias ágeis e novos modelos de inovação dentro de uma organização.

 


Escute também a versão em podcast deste artigo!

 

 

E você, o que tem feito para modificar a forma que atua em seu ambiente de trabalho?

Quer saber como criar um ambiente mais colaborativo em que as decisões são tomadas de forma mais rápida e em conjunto?

Descubra como iniciar os processos de inovação e a introdução de metodologias ágeis, e transformar sua empresa, preparando seus colaboradores e líderes por meio de uma mudança comportamental, através do nosso Workshop Mindset de Inovação e Gestão de Projetos Ágeis.
Clique aqui ou na imagem abaixo para acessar a página do workshop.

 

Workshop Mindset de Inovação e Gestão de Projetos Ágeis

A Rise Desenvolvimento Humano é uma empresa especializada em treinamento e desenvolvimento humano. Nós ajudamos empresas a conectar-se com seu verdadeiro propósito, mobilizando suas equipes através de treinamento e desenvolvimento. Construímos soluções de treinamento e desenvolvimento para que sua empresa trabalhe melhor e supere os resultados! http://risedh.com.br/

  • Image
  • Image
  • Image
  • Image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.